sexta-feira, 25 de março de 2011

Quando me apaixono,


me apaixono por um ser humano. Eu não vejo uma pessoa pobre ou rica, uma pele negra ou branca, alguém jovem ou não, não me apaixono pela aparencia, nem pelas roupas que a pessoa veste, nem pela familia que pertence ou religiao que prega, ou pelo lado político que se apega. Não me apaixono por um rosto ou corpo, mas por uma alma da qual sou o complemento.

2 comentários:

Tarciane Amorim disse...

Adorei seu blog.
Lindo!
Visita-me:
tarcianeamorim.blogspot.com
marksalove.blogspot.com

Sandra Ribeiro disse...

Penso exatamente como você, o ser humano é mais do que a aparência, é a essência independente do invólucro.